sábado, 13 de dezembro de 2008

Revista Veja - finalmente, acesso digital!

Aos que acompanham as notícias daqui e do mundo através da revista Veja, finalmente, temos um acesso digital:

http://acervoveja.digitalpages.com.br/

Sei que muita gente tem restrições à revista mas ... neste caso, trata-se de história pois, neste link, vc terá acesso desde a primeira edição.

Só tem uma dificuldade: a leitura. Só pra quem tem visão privilegiada mesmo. No tamanho normal, não dá pra ler quase nada. Ampliada, fica pior. Mas ... já é um começo.

terça-feira, 9 de dezembro de 2008

Cachorro é muito esperto!


Aqui, ele faz o que pedem ...


Quem acaba levando a melhor é o seu vizinho ...


Ah, é? Não dou a patinha não!












Viram? Pensa que só a gente que fica sentido com essas coisas? Cachorro também tem sentimentos!!!!!!!!!

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008

Os benefícios dos alimentos que são uma verdadeira farmácia.

Passe longe da farmácia com a ajuda deles.
Sirva-se de alimentos que afastam os males femininos mais comuns.

Que tal substituir as compras na farmácia por um passeio à feira ou ao supermercado? A idéia atraente faz todo o sentido e tem ganhado cada vez mais adeptos graças aos especialistas em nutrição funcional, dedicados a encontrar formas de prevenir doenças a partir da alimentação. Com um bom cardápio, você adquire antídotos poderosos contra vários males.

Conheça, a seguir, as propriedades de alguns dos principais aliados da boa saúde feminina.

Morango, laranja e papaia: salada contra pressão alta
Essas frutas são ricas em vitamina C, que contribui para estabilizar a pressão sangüínea e manter o nível do colesterol bom, o HDL, lá em cima. A laranja e o mamão papaia ainda têm efeito duplo contra a hipertensão por apresentar elevado teor de fibras que combatem o mal.

O morango, por sua vez, também atende as duas exigências(vitamina C e fibras) e, de quebra, carrega ácido elágico que ajuda a prevenir contra o desenvolvimento de tumores.

Brócolis: ele previne até câncer!
Esse vegetal tem fartas doses de vitaminas A, C e E, substâncias antioxidantes capazes de combater radicais livres e, em contrapartida, prevenir tumores malignos, como o câncer de mama. Os radicais livres aumentam quando se consome muita gordura (diferencie a boa da má gordura) , o que pode alterar a reprodução celular e causar o aparecimento de células cancerosas. "O vegetal também tem grande quantidade de clorofila, que funciona como desintoxicante, fazendo uma limpeza natural no organismo" , explica a nutricionista Juliet Marzalek, de Curitiba.

Uva e vinho: memória implacável
Abuse dos cachos de uva para prevenir doenças do coração, derrame, câncer e proteger a memória. A casca da fruta é rica em flavonóides (resveratol), substância altamente antioxidante, que reduz o envelhecimento do sistema imunológico e das artérias. Também presente no vinho, o resveratol controla a multiplicação celular desordenada, responsável pelo surgimento de tumores.

(veja aqui como melhorar a digestão com a ajuda delas)"Como o vinho tinto fica mais em contato com a casca, ele traz mais vantagens ao organismo do que o branco" , explica a nutricionista Fabiana Honda. Mas calma lá. Nada de exagerar no álcool! (saiba mais sobre as bebidas alcoólicas) Dois cálices diários da bebida bastam para prevenir esses males.

Banana: coração de atleta
A fruta traz minerais aliados do coração. Rica em magnésio e potássio, nutrientes que regularizam a pressão arterial, evitando a hipertensão, varrendo para longe doenças cardiovasculares. Abacaxi, tangerina e tomate são outras fontes de potássio. O magnésio também é encontrado no feijão, batata e na maçã.

Salmão, truta e sardinha: nadando contra o colesterol
São lotados de ômega 3, um ácido graxo presente somente em peixes de água fria, como esses. Ele atende dois requisitos fundamentais para o coração bater a todo vapor: aumenta o HDL, o colesterol bom e reduz o ruim, o LDL. A lista de seus benefícios não pára por aí. Também é responsável por abaixar o índice de triglicérides e a pressão sanguínea, prevenindo contra a aterosclerose, infarto e derrame.

Além disso, pesquisas apontam que o ômega 3 diminui o risco de doenças degenerativas do cérebro, como o mal de Alzheimer; melhora os níveis de serotonina e dopamina no cérebro, substâncias associadas a depressão, e diminui o nível de insulina, impedindo o desenvolvimento do diabetes (entenda como a doença muda seu organismo).

"Mas mesmo com suas vantagens, esse nutriente não deixa de ser uma gordura, o que aumenta a caloria dos alimentos", diz a nutricionista Fabiana Honda. Então, nada de abusar. A quantidade recomendada de consumo é de 100 a 150 gramas de salmão, truta ou sardinha pelo menos três vezes por semana.

Soja: menopausa sem crise
Vá de soja para aplacar os efeitos da menopausa, como as malfadadas ondas de calor, provocadas pelas mudanças hormonais desse período. " Seus componentes funcionais, as chamadas isoflavonas, agem na produção, metabolismo e ação dos hormônios sexuais (conheça os benefícios da terapia sexual).

Isso reduz a concentração de estrógenos livres, conseqüentemente amenizando os efeitos da TPM e menopausa", explica a nutricionista Elizabete Elvira De Paola, da Vital Nutri, de São Paulo. O consumo de pelo menos 50 mg de isoflavonas (três colheres de sopa de soja cozida ou uma fatia tofu) ajuda na redução das famosas ondas de calor. (viva em paz com seus hormônios)

Óleos de milho, canola e girassol: adeus TPM
Para aplacar os baixo-astral da tensão pré-menstrual, use esses óleos vegetais para regar a saladinha. Eles são ricos em ácido linoléico, uma substância que eleva a concentração de serotonina no organismo. O resultado é uma maior sensação de bem-estar e os efeitos da TPM atenuados.

Castanha-do-pará, avelã e amêndoa: metabolismo tinindo
O grupo das nozes é cheio de qualidades. Traz um mix de nutrientes: potássio, magnésio, fibras, vitamina E e ácido fólico, que reduz a incidência de câncer de mama, depressão e mal de Alzheimer.
Também levam selênio, um potente antioxidante que protege o sistema imunológico; reduz o risco de câncer e regula a tireoxina, hormônio responsável por regular o metabolismo corporal.

Abacate, melão e lombo suíno: rasteira na depressão
Esses alimentos são ricos em triptofano, um aminoácido precursor da serotonina, neurotransmissor que promove sensação de bem-estar. Presente nas vitaminas do complexo B, principalmente, na vitamina B6, o triptofano atua como protagonista na combate a depressão (identifique os sintomas desse mal). É encontrado em um cardápio que leva lombo e presunto suíno; nos pães e cereais integrais; leite e iogurte desnatados; queijos; feijão, lentilha, soja, grão de bico, melão, abacate e gérmen de trigo e levedo de cerveja.

Leite, rúcula e espinafre: esquadrão antiosteoporose
Os laticínios ( leite, iogurte, queijo, ricota) e os vegetais verde-escuros (rúcula e espinafre) possuem cálcio, o aliado mais potente para reduzir o risco da osteoporose, doença que provoca o desgaste e enfraquecimento dos ossos. Afeta principalmente as mulheres, devido à queda dos níveis de estrogênio na menopausa. Uma das funções desse hormônio é atuar na proteção do esqueleto. Evite combinar a ingestão de alimentos ricos em cálcio com outros ricos em vitaminas do complexo B, presentes nas carnes, peixes, aves, nozes, soja e feijão. "O mineral dificulta a absorção dessas vitaminas" , explica a nutricionista Juliet Marzalek, de Curitiba.


Recomendação diária do consumo de cálcio

Faixa Etária - 0 a 6 meses
Ingestão adequada (mg/dia) - 210

Faixa Etária - 7 a 12 meses
Ingestão adequada (mg/dia) - 270

Faixa Etária - 1 a 3 anos
Ingestão adequada (mg/dia) - 500

Faixa Etária - 4 a 8 anos
Ingestão adequada (mg/dia) - 800

Faixa Etária - 9 a 18 anos
Ingestão adequada (mg/dia) - 1300

Faixa Etária - 19 a 50 anos
Ingestão adequada (mg/dia) - 1000

Faixa Etária - > 51 anos
Ingestão adequada (mg/dia) - 1200

Faixa Etária - Gestantes e lactantes
Ingestão adequada (mg/dia) - *1000 ou 1300

Fonte: Dietary Reference Intakes 1997
* Menor de 18 anos

Matéria da revista Minha Vida - Saúde.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2008

Caracas! Já estamos em dezembro ... mais um ano ... o meu aniversário chegando é que me assusta.

Levei quase um ano pra aceitar a atual idade e já vai passar pra outra. Snif snif!

Mas, depois que passa, vejo que foi bobagem pq foi só uma mudança numérica. Nada mais. Não mudou nada. Lógico que mudam certas coisas que vc nunca sentiu antes e aquele pique que a gente tinha quando a numeração era menor, tende a cair muito mas ... fora isso, sinto que estou que nem vinho: quanto mais velho melhor (engana que eu gosto).

De repente aquela menininha com quem vc cruzou outro dia, já vai ser mãe ... aquele baby que nasceu faz pouco tempo já tá andando, de repente parece que o tempo resolveu apostar corrida com a vida e ... salve-se quem puder.

Mas vou apostar com a vida e ela ainda vai ter que me aturar muito pq sou teimosa e pretendo passar muito tempo por aqui. Preciso desse tempo pra acertar e aprender com os erros, consertar cacas, dizer para as pessoas que algum dia passaram por mim que, mesmo que eu tenha me magoado por alguma atitude impensada, que eu já esqueci, que não odeio ninguém, que não tenho mágoa de nada ... Deus me ajude que eu limpe o meu coração desse sentimento tão ruim pra dar lugar a outro melhor e que me faça sentir menos triste. É que ainda não consegui me livrar de algumas coisas que me machucaram muito ... mas vou conseguir pq isso é essencial pra mim.

Neste Natal, vou pedir ao Papai Noel pra iluminar o caminho de todo mundo e que eu não tenha mais que ler sobre tragédias e calamidades, injustiças e crueldades. Vou pedir ao Papai Noel que encontrem a cura para o câncer, a Aids, que os cientistas descubram formas eficazes de as pessoas sofrerem menos, de uma forma em geral.

Por último, vou pedir ao Papai Noel que me faça uma pessoa menos egoísta, menos frívola, menos materialista e mais útil ao próximo. Amém!

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Hoje estou me sentindo um tanto quanto triste ... talvez um vazio que, de repente, pairou-se sobre mim. Não sou disso e há tempos não me sentia assim ...

Estou sempre preenchendo o meu tempo com alguma coisa, leitura principalmente mas, hoje, especialmente hoje, sei lá, me deu uma angústia, como se não houvesse mais o amanhã e que não visse mais uma luz no fim do túnel.

Mas, sou como Phoenix, estou sempre ressurgindo das cinzas. E olha que muitas vezes caí mas sempre me levantei, sacudi a poeira e segui em frente ... Deus sempre me impulsiona, me dá coragem, fé inabalável que amanhã sempre será melhor e que nada mas nada mesmo pode ser pior que desistir.

Ah mas deixa pra lá. Deve ser a tpm também. Um chororô só!

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Amy Winehouse.


Hoje estou colocando o meu blog em dia. Faz tempo já que queria falar dessa moça aí do lado. Amy Winehouse. Até há pouco tempo, confesso que nem sabia qual era o estilo dela, o que ela cantava, se prestava ou não e... confesso, gostei muito de vê-la cantando.
Puxa vida, eu fico triste de ver fotos assim dela. Já vi piores. As unhas sujas, com um comportamento lamentável. Tá certo que a vida da gente não é dá conta de ninguém mas, por outro lado, o que a fama pode fazer com uma pessoa tão talentosa como ela!
Talvez nem seja a fama mas sim o uso de drogas. Fico penalizada com issso. A que ponto chega alguém que age sob o efeito de entorpecentes!
Nem todo o dinheiro do planeta pode fazer uma pessoa feliz.
Por isso fico sempre repensando sobre os meus valores e desejos materiais. Até quanto é preciso pra ser feliz? Por que temos tantos problemas e, se analisarmos bem, a maior parte deles são de ordem material e que, se mudássemos nossos hábitos, nada disso seria um problema em nossas vidas?
Queria ter a tranqüilidade e a simplicidade de um monge. Assim sofreria menos e teria mais momentos de felicidade. E muita gente também, incluindo ela.

Obama.

Barack Obama. Desde que o vi pela primeira vez, em noticiários, achei-o muito carismático e, por que não, bonito mesmo.

Acho que todos nós merecemos um EUA melhor para que isso se reflita em outros países. Não que eu admita que lá seja o centro nervoso do mundo mas, infelizmente, o que acontece por lá, reflete no mundo todo.

Há muitos anos atrás, um dos meus sonhos era conhecer a Califórnia. Eu vi fotos de amigas minhas que lá estiveram e me apaixonei mesmo. Uma delas esteve em Salt Lake City (se não me engano) e outra na Califórnia mesmo (com direito a fotos de trem e das ruas íngremes e casas maravilhosas e muitas flores - enfim, uma cidade colorida).

Até que eu mesma passei por lá, em aeroportos, mas confesso que a frieza dos americanos me fez repensar sobre a minha ida pra lá. Em Los Angeles, no meu primeiro vôo, até que nem foi tão ruim assim pois ainda não havia ocorrido o atentado de NY. Mas achei absurdamente caro o café horroroso e que tive que colocar um monte de tubinhos de açúcar e potinhos de creme de leite pra tentar chegar ao nosso café com leite - US$ 2. E um simples e mínimo saquinho de chips de batata? US$ 1.75!!!!! Ai ai, e eu que estava com US$ 100 na carteira, quase caí pra trás. O que se salvou aí foram as batatas pois o café simplesmente estava intragável.

Enfim, em outras duas ocasiões e, por ter optado por um vôo da JAL, tive que desembarcar no primeiro trecho, em NY. Isso foi após o atentado. Primeiro, em junho de 2002. Incrível mesmo! Todos os passageiros da classe econômica (que, só por isso já sofre muito) foram tratados como se fossem gado. Antes de desembarcarmos, as aeromoças já nos deram um botton com o emblema da JAL e pediram-nos pra que colocássemos no lado esquerdo do peito. Aí, logo que desembarcamos, havia funcionárias americanas já nos aguardando e colando sem nem pedir, adesivos com o mesmo emblema: JAL. Aí, tivemos que segui-las, alinhados em fila indiana, pra onde elas nos indicavam. Free shop? Restaurante? Nem pensar. Nos reservaram uma sala com cadeiras e uma ala pra fumantes. Por uma hora e meia ficamos presos lá. Ah, preciso dizer também que recolheram nossos passaportes e só nos devolveram minutos antes de embarcarmos de volta. Achei engraçado que, por conta de o meu nome ser fácil pra eles pronunciarem, rapidamente meu nome foi lido mas, pra mim que estou acostumada com a pronúncia nossa, não foi tão fácil assimilar o meu nome à pessoa: eu.

Acho que a soberania americana não pode ser ou estar acima de outros povos, outras etnias. Quando há o interesse humanitário em questões políticas, o que se pode fazer é ajudar e não dizimar o país em que há conflitos, com mais guerra e armamentos. Aliás, a pior invenção do homem é a arma. No Japão, armas de fogo são proibidas. Lá, os poucos crimes cometidos são com armas brancas. Por isso, dificilmente você ouvirá falar em assaltos à mão armada ou coisas do tipo. Aliás, raramente se ouve falar em assaltos. Infelizmente, algumas lojas de conveniência foram assaltadas por ... brasileiros. Unpf!

Não vou ficar aqui elogiando um país e denegrindo a imagem de outro. Acho que, em todo o mundo, o que prevalesce é o ser humano, que tem sempre duas alternativas: o certo e o errado.

Espero muito que este novo líder político dos EUA seja coerente e saiba o que é o certo. Que tenha equilíbrio e não seja mais um político que prefira a guerra à soluções alternativas.

domingo, 2 de novembro de 2008

Morar em São Paulo já não tem mais aquele brilho dantes. Nem sei o que mudou. Aliás, acho que nada mudou na cidade. O trânsito, aquela multidão andando pelas ruas, uma quantidade enorrrmeeee de ônibus, os trens (no metrô) lotados, uma infinidade de opções pra comer, comprar, cinemas, teatros, tudo isso me fascina, pois sei que moro na maior cidade do país, com uma infinidade de opções de lazer e compras.

Estou parada, sem trabalho, uma verdadeira vagabunda (como diria alguém se me visse como passo o dia - comendo, saindo, passeando, dormindo - não nesta ordem, necessariamente), e, no entanto, me sentindo tremendamente vazia por não estar produzindo, me sentindo útil, sei lá, não pensei que descansar o tempo todo fosse ruim assim. Peraí, não vão me trucidar! É que, quem trabalha, não vê a hora de ter este sossego que eu estou tendo. É o que eu sonhei a vida toda. E agora, sei lá, queria estar trabalhando, acredite!

Acho que, quando a gente vai envelhecendo, nossas prioridades vão mudando. Não mudei na essência. Ainda me acho bem moleca em relação a quase tudo. Sou séria quando preciso mas prefiro levar tudo na brincadeira. Não fico remoendo problemas, não fico esquentando a cabeça e prefiro dormir bem pra acordar bem. Este é o meu lema. Assim consigo passar só o lado bom de tudo para quem vive ao meu redor.

Sempre sou positiva em relação a tudo. Dou sempre apoio, esperança, palavras amigas, nunca fico incentivando o ódio, a vingança, a tristeza, enfim, acho que envelheci mesmo. Esta, decididamente, não é a mesma Ruth de 30 anos atrás. Ainda gosto de ser leve, atualizada, não sou sisuda e nem assumi coques e nem óculos o tempo todo e os meus velhos jeans e tênis ainda vão muito bem, obrigada, e sendo usados com a frequência de antes. Envelheci em minhas atitudes, antes radicais e muito tempestivas. Hoje sou ponderada e caminho sem aquele ar de "já sei de tudo".

Aff, isso que é maturidade?

sexta-feira, 10 de outubro de 2008

Reencontro com amigos da Telesp Celular.

Confesso que me deu um frio na barriga ir ao encontro dos meus amigos que não via há tanto tempo. Passados mais de oito anos, não é fácil retomar uma rotina interrompida pela separação abrupta. No meu caso, com a minha demissão, a minha ida ao Japão, após tantos anos, realmente, o reencontro foi emocionante.


Todos os que estavam presentes, exceto o amigo do meu querido, inesquecível, ímpar e amado Marcelo Rosa, o Thiago, foram companhias constantes em minha vida, por muitos anos, diariamente: a meiga Diana, a decidida Érica Simone, a simpatia em pessoa Renata e a sempre despachada e alegre Roseli.


Já rimos muito e muito ainda riremos num próximo encontro. Ah, como é agradável e irrepreensível o Marcelo. Só ele já preenchia a nossa reuniãozinha. Me senti coadjuvante diante de tanta alegria e simpatia.


Havia acho uma ansiedade de todos, ao mesmo tempo, em querer colocar os papos em dia. Então, vai sobrar ainda muito assunto pra uma próxima vez e depois outra e outra ... e espero que não haja mais uma lacuna de dez anos entre os encontros, dá licença?


segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Cães são amigos de verdade.


Esta é a Dolly.

Nesta foto ela estava com um mês e poucos dias. Tinha acabado de chegar. Tínhamos acabado de comprá-la.

O Miguel ficou regateando pois queriam R$ 200,00 nela e ele acabou conseguindo por R$ 150,00. Mas a alegria que ela nos proporciona, o jeitão todo especial dela, isso não tem preço mesmo.

Uma cachorrinha que chegou pra nos fazer rir o dia todo, com seus trejeitos e ... imagine, vc acha que fomos nós que fizemos com que ela ficasse nesta posição para a pose? De jeito algum. Ela me parece ser especialista em fazer caras e bocas. Não acredita? Pois veja esta outra:



Nesta foto ela estava brincando com um frango de brinquedo que ela ganhou e se cansou. Do jeito que ela tava ficou. Com o pé na boca, acreditem!

Não dá pra deixar de gostar de um serzinho desses né?

Pena que voltei pra São Paulo mas já estou morrendo de saudades dela.

Acho que vou ter que refazer meus planos de ficar aqui e voltar pra lá. O que um serzinho desses não faz com a gente!

Mas, mil vezes um cachorrinho a pessoas que nos magoam. Os cães estão sempre nos festejando, estejamos tristes ou alegres e nunca nos aborrecem.




quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Eu sou a lenda.

Estou assistindo ao filme "Eu sou a lenda", com Will Smith.

Adoro esse cara mas ... assistir às cenas de susto e violência, não são pra mim. Quando chega nesses trechos,dou uma pausa e saio pra navegar um pouco porque eu, simplesmente,não agüento. Aí eu volto e continuo mais um pouco até a próxima cena de susto. Aff, será que eu não sou normal?
Tanto tempo assim sem escrever e parece-me que as idéias se mixam com o presente, o passado, as tragédias recentes, os fatos relevantes, dinheiro, dinheiro, dinheiro...

Pensando bem, o motivo maior dessa minha dúvida cruel quanto a ficar, ir embora, ser feliz, tudo se resume a uma coisa só: a escravidão ao vil metal.

Por esse motivo, perdi a última chance de ter uma conversa franca com o meu pai. Conversa adiada por anos, esquecida atrás de uma tristeza e uma frustração por eu nunca ter conseguido essa aproximação. Agora é tarde. Essa conversa vai ficar pra bem depois, quando a gente se encontrar novamente.

Estou ouvindo (não perco tempo parada em frente à tevê - não estou criticando quem faz isso - é que eu não tenho tempo - preciso fazer N coisas ao mesmo tempo) uma homenagem ao Raul Seixas. E viva a sociedade alternativa ... ieieieie ... ai que saudades daqueles tempos, meu Deus!

Minha vida se resume a uma coisa só: o que fazer? Dúvida cruel!

Tanta coisa acontecendo aí no Brasil e eu aqui ... preciso aprender a reagir, a lutar por aquilo que quero. Tenho que enfrentar os meus medos e sei que tenho potencial pra isso. Preciso correr atrás do prejuízo. Porque nem tudo é dinheiro. Nem tudo é conforto material.

Às vezes penso em largar tudo e viver no Brasil, andando por todos os cantos, como um andarilho errante, sem parada, sem destino, vivendo do que puder produzir, do que puder conseguir trabalhando aqui, ali e acolá.

Tenho uma admiração tremenda por aqueles que já conseguiram isso.

Enfim, mas voltei para o blog porque eu queria postar algo e acabei me desabafando. Aos amigos que sempre me perguntam como estou, eis me aqui, desnuda, sem pudores, me abrindo num espaço virtual, aonde sabe-se lá quem irá ler esse post.

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

Will Smith - sinônimo de simpatia!

Ontem assisti a uma entrevista dele com a Patrícia Poeta e, amei de paixão esse ator, do qual já era fã.

Acho que, pra ser fã de alguém, vc tem que admirar não só o seu trabalho mas também a pessoa.

Por isso mesmo, sou fã incondicional de algumas pessoas que, além do talento em sua área profissional, tem de sobra: carisma, inteligência, simplicidade, bom humor, alegria; e eis a lista de algumas delas, pela ordem: Zeca Camargo (sempreeeeeeeeeeeeee!!!!!), Jô Soares, Will Smith, Dan Stulbach, Angelina Jolie, e alguns mais que não me lembro no momento pra citar.

Pra confirmar o que digo, deixo aqui o link do vídeo da entrevista do Will:

http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM778956-7823-CONFIRA+ENTREVISTA+EXCLUSIVA+COM+WILL+SMITH,00.html